segunda-feira, 27 de março de 2017

A CULPA É DO HENRIQUE????




A CULPA É DO HENRIQUE????
O ódio que existe contra os petistas não atinge e prejudica só os petistas, ele destruirá todos nós brasileiros: petistas e coxinhas. 

No passado, no tempo da ditadura não foram apenas os comunistas que sofreram nas mãos dos militares. Comete-se agora o mesmo grande erro quando se pensa que o anti-petismo só afetará e prejudicará seus militantes.
Nada disso, trata-se de uma ameaça a todos nós!
Uma ameaça à Democracia e Constituição e as conquistas decorrentes. Tudo que construímos nas muitas lutas, de quase um século, que nos custaram muitas baixas. 

O anti-petismo não tem a ver com o PT, com Lula, Dilma ou Dirceu. Tem a ver, isso sim,  com os anti-petistas.

Tem a ver com pessoas e partidos que não podem aceitar seus próprios fracassos e querem culpar um terceiro.
Historicamente, nessa banda ocidental do planeta, especialmente na América do Sul, quando um País não funciona da maneira que você quer, ou você acha que deve ser, a culpa é da esquerda, o bode-espiatório nunca é a direita.
Nas mentes desinformadas, basta seguir as receitas do capitalismo e tudo dará certo.  Acredita-se que o Capitalismo é infalível e a solução para todas as coisas.  É quase uma religião, ou melhor, é uma religião com fanáticos convictos.

E é Isto mesmo, esse fanatismo facista, que está acontecendo hoje. E tudo o que eu disser é pouco sobre quão perigoso isto pode ser. Não apenas para os petistas, mas para todos aqueles que valorizam a liberdade, a democracia e a constituição.


O surgimento do anti-petismo acirrado é sintoma de uma enfermidade, o sinal prematuro de aviso de um colapso coletivo rumo ao facismo irracional das massas.
Se o Brasil permitir que o anti-petismo floresça, nesse caminho, isso será o início de seu fim.
Nestes breves linhas quero analisar esse fenômeno social dos coxinhas que odeiam o PT e nem sabem disso.

Precisamos compreender por que os anti-petistas estão convencidos de que o anti-petismo é solução para o Brasil.

Primeiro, definamos o que é anti-petismo:
Não gostar do PT não é anti-petismo. Todos nós conhecemos pessoas de quem não gostamos. Tudo bem, isto é humano; sem perigo algum.
Anti-petismo significa negar aos petistas o direito de existir como Partido com os mesmos direitos que os demais.



Essa negação assume diferentes formas de ódio em diferentes pessoas. Apesar de assumir diferentes formas, segue sendo a mesma coisa: a ideia de que os petistas não têm o direito de existir como um partido, pois acha-se que o partido tem que acabar.
Segundo, criticar o PT não é anti-petismo:
Em conversa recente com alunos de colégio, eles me perguntaram se criticar o PT era ser anti-petista. Eu disse que não. E expliquei a diferença. 
Perguntei-lhes: 
Vocês acreditam que têm o direito de criticar a Igreja Católica? Todos levantaram o braço (concordando).
Perguntei, então:
“Quem acredita que a Igreja Católioca não tem o direito de existir?”.
Ninguém levantou o braço. Então, agora vocês sabem a diferença, disse-lhes. E todos concordaram.

https://militante.petista.org.br/cadastro/
Preencha o cadastro e receba informativos e 
orientações sobre como participar ativamente 
da reconstrução do PT!
https://www.facebook.com/humberto.climaco.5/
posts/1267697469936148
Minha Bandeira é Vermelha
Vocês aceitariam viver num país onde não pudessem usar o símbolo ou a cor de sua religião ou do seu partido político, em público, pois estariam arriscando-se a serem insultados ou atacados? 
Onde, quando expressam sua própria visão da situação, são silenciados, aos gritos?
Pois isto está ocorrendo com os petistas aqui no Brasil! 

Em todos os estados da federação, de norte a sul, sem exceção, os petistas temem até pela vida dos seus filhos. E se for petista do MST ou de outro movimento popular o caso é ainda pior: muitos são mortos, assassinados.

Como "isto" aconteceu? 
Aconteceu da forma como os vírus sempre vencem o sistema imunológico humano, ou seja, por mutação, foi evoluindo sem que houvesse nenhum tipo de freio. 
O novo anti-petismo significa a negação do direito dos petistas existirem como petistas, com os mesmo  direitos que todos os demais.  Até a lei é diferente para os petistas.
A forma em voga que se reveste o anti-petismo, hoje, é o anti-comunismo. Há, naturalmente, uma diferença entre Comunistas, Socialistas, Petistas, Lulistas e Dilmistas. Sequer são todos esquerdistas.  Mas esta diferença não existe para os anti-petistas, ou lhes é conveniente fingirem não saber.
A arma fundamental do novo anti-petismo é assombrosa em sua simplicidade. Vejam:
Acusar seus líderes petistas de corruptos e ladrões sem nenhuma prova e ficar insistindo nisso -na mídia- 24 horas por dia, 30 dias no mês e 365 dias no ano.
Mesmo assim, mesmo com a Mídia bombardeando essa falsa informação, como conseguiram que as mentiras fossem críveis pela população, a ponto de ódio?

A explicação é bem simples, vejamos:  
Quando coisas ruins acontecem a um grupo, seus integrantes podem fazer uma destas duas perguntas:
1-  “O que fizemos de errado?”
2-  ou “Quem nos fez isto?”.

Todo o destino do grupo dependerá da pergunta que escolherem.
Se perguntarem, “O que fizemos de errado?”, terão dado início à uma autocrítica essencial e construtiva de uma sociedade livre.
Se perguntarem “Quem nos fez isto?”, esse grupo se terá se auto-definido como vítima. E, a seguir, procurará um bode expiatório a quem culpar por todos os seus problemas.
Foi isso que a Mídia alimentou aqui no Brasil, e escolheu como bode-espiatório o grupo dos esquerdistas-petistas.
Embora tenha feito o ataque por mais de 10 anos só veio a funcionar quando nossa economia desaqueceu.
Daí que Anti-petismo se firmou e passou a significar que se devia negar aos petistas o direito de existir como Partido com os mesmos direitos que os demais.
Essa negação assume diferentes formas de ódio em diferentes pessoas. Apesar de assumir diferentes formas, segue sendo a mesma coisa: a ideia de que os petistas não têm o direito de existir como um partido, pois acha-se que o partido foi o culpado da crise e por isso tem que acabar.

Anti-petismo (direita facista) é uma forma de fracasso cognitivo que ocorre quando determinados grupos sentem que seu mundo está saindo do controle. Assume por vezes o papel de patriotismo e nacionalismo.
Aliás o facismo está reaparecendo na Europa, atualmente, por razões parecidas: recessão, nacionalismo e uma reação contrária aos imigrantes e outras minorias. O facismo ocorre quando a política da esperança abre caminho para a política do medo, que rapidamente se transforma em política do ódio.
Isto, então, reduz problemas complexos a simplicidades. Divide o mundo em preto e branco, vendo todas as falhas de um lado e todos os complexos de vítima do outro. Seleciona um grupo, entre centenas de criminosos, a quem culpar.  O argumento é sempre o mesmo.
Nós somos inocentes; eles são culpados.
Daí se deduz que, para sermos livres, eles, no caso do Brasil os petistas, precisam ser destruídos. Assim se iniciam os grandes crimes.
Portanto, terminarei aonde comecei. O ódio começa com o PT mas nunca termina com os petistas. O anti-petismo é contra os petistas apenas de forma secundária. Primariamente tem a ver com o fracasso de alguns grupos em aceitar a sua própria responsabilidade por seus próprios fracassos, e de construir seu próprio futuro com seu próprio esforço.
 Nenhuma sociedade que promoveu perseguições manteve a liberdade, os direitos humanos ou a liberdade religiosa. Toda sociedade movida pelo ódio começa buscando destruir seus inimigos, mas termina destruindo a si própria.
O Brasil, hoje, não é fundamentalmente anti-petista. 
No entanto, permitiu que o anti-petismo penetrasse através da velha mídia e dos novos meios eletrônicos... 
PRECISAMOS DAR UMA MARCHA-RÉ NESSA HISTÓRIA DE QUE A CULPA TODA É DA DILMA, É DO LULA, É DO PT.
AFINAL A CULPA TODA É DO HENRIQUE... 
OU NÃO?
By Mico Leão Tollstadius
Texto parodia do original publicado com o Título:
"O Futuro das Comunidades Judaicas na Europa"
do Rabino Lorde Jonathan Sacks
http://morasha.com.br/antissemitismo/o-futuro-das-comunidades-judaicas-na-europa.html
A perseguição violenta aos Petistas aqui no Brasil
se  assemelha com a perseguição dos Judeus na Europa
e no mundo, daí que um texto "inspirou o outro".

ADVOGADO DENUNCIA O GOLPE 
E É AGREDIDO NO CONGRESSO


http://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/287457/Advogado-denuncia-o-golpe-e-%EF%BF%BD-agredido-no-Congresso.htm




===================================================================




=================================================================


O cientista e militar Othon Pinheiro da Silva está sendo perseguido e vilipendiado por entender que “tecnologia própria é independência” – lema atribuído a ele. 

É pelos mesmos motivos que esses inimigos do Brasil querem destruir a Petrobrás, usando como artifício as suspeitas de corrupção e fazendo tanto estardalhado na mídia com isso que, ainda que os fatos não sejam comprovados, ainda que os delatores estejam mentindo, se algum dia a verdade vier à tona, o estrago já terá se completado por inteiro. 

As chances de independência tecnológica, econômica, financeira já terão caído por terra. É nas riquezas minerais e no petróleo do Brasil que os abutres estão de olho. 

É a eles que prestam continência Moro, PSDB, Globo e companhia. Mas até quando vamos aceitar de cabeça baixa essa campanha sórdida, travestida de moralidade, mas, de fato, uma moralidade falsa e oportunista? 

Quem vai se levantar para defender a soberania nacional, os interesses do povo brasileiro, o uso estratégico dos recursos minerais do país, o dinheiro da saúde e da educação que o PLS 131 de José Serra quer roubar? 

Os brasileiros precisam levantar a cabeça e acordar. Sem a Petrobrás, o que será do Brasil?
http://www.pdt.org.br/index.php/noticias/emanuel-cancella-lobos-em-pele-decordeiro

Quem é Othon Luiz Pinheiro da Silva? 
http://conhecerparadebater.blogspot.com.br/2011/10/quem-e-othon-luizpinheiro-da-silva.html

domingo, 26 de março de 2017

ODAIR JOSÉ - GATOS E RATOS (CD COMPLETO)