segunda-feira, 27 de abril de 2015

HSBC - Empresas e correntistas do Brasil são os maiores clientes - Suiçalão - Swissleaks

Denunciante diz que quer ajudar Brasil

O perito em informática Hervé Falciani, denunciante do caso Swissleaks, revelou ao jornal O Estado de S. Paulo que pretende colaborar com as investigações sobre correntistas brasileiros envolvidos em ocultação e lavagem de dinheiro em paraísos fiscais. O engenheiro foi autor do vazamento de informações do HSBC Private Bank, em 2008, e desde então colabora com o Ministério da Justiça e com magistrados da França na identificação dos responsáveis por fraudes fiscais. Uma equipe da Procuradoria-Geral da República está em Paris em busca de informações do governo francês. 

Segundo Falciani, empresas e correntistas do Brasil são os maiores clientes dos chamados Private Banks, com frequência vinculados a escândalos de ocultação, lavagem e repatriamento de dinheiro originário de corrupção, de evasão fiscal e do crime organizado.

Desculpa de Janot
 "Não houve demora. Tomamos as atitudes formais que precisam ser tomadas para a validade da prova em tempo hábil", garantiu. "Não adianta eu obter uma informação que não possa usar como prova, que venha de maneira formal ao Brasil e que me possibilite utilizá-la em um processo penal."

Os paladinos da moral do congresso contra corrupção da oposição: Aécio Neves, Antônio Anastasia, Aloysio Nunes, Álvaro Dias e todos os senadores do PSDB não assinaram CPI do caso HSBC

Nenhum senador do PSDB assinou a CPI para investigar o escândalo do banco britânico HSBC, mas o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) anunciou no Plenário, nesta quinta-feira (26), ter protocolado o pedido de criação da comissão parlamentar de inquérito do HSBC. Combatentes contra a corrupção os senadores do PSDB, Aécio Neves, Aloysio Nunes Ferreira e Álvaro Dias não assinaram o pedido de CPI.

Ele informou ter conseguido 33 assinaturas, 6 a mais que o mínimo necessário para a criação de uma CPI. Pelo requerimento, a comissão terá 11 membros titulares e 6 suplentes. De acordo com Randolfe, o requerimento para a CPI tem interesse suprapartidário e não se dirige a “fomentar disputas desta natureza”. A intenção, disse o senador, é “desmantelar pela raiz” um grande esquema criminoso.


Leia mais (FONTES):

http://www.portalmetropole.com/2015/02/aecio-alvaro-dias-e-todos-os-senadores.html?m=1

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,procuradoria-geral-tenta-acesso-as-informacoes-do-swissleaks,1676582

http://www.parana-online.com.br/editoria/politica/news/874359/?noticia=DENUNCIANTE+DO+SWISSLEAKS+DIZ+QUE+QUER+AJUDAR+BRASIL


Nenhum comentário: