quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Ciro ou Piro? Ciro Incendiário, devia se chamar Piro!

Ciro ou Piro?
Ciro Incendiário, devia se chamar Piro!


Até então admirei esse senhor mas ele se juntou aos desertores e pelos mesmos motivos eleitoreiros que os demais. 

Desertor?  Sim! E exatamente como os demais desertores, se afasta cada vez mais do PT e do Governo Dilma, para se aventurar como candidato de oposição.   Ainda se diz aliado, mas faz questão de ser mais ácido nas críticas do que antes.  Cada pronunciamento seu, enfatiza os erros do PT, Dilma e Lula, que deverá ser seu adversário em 2018.

Ciro já "mitou" em várias ocasiões, com frases de efeito e análises políticas e econômicas.  Está mais para um Guru do que para um político, tanto que gosta de fazer previsões e já acertou muita coisa em sua carreira.  Ultimamente, de cada coisa que profetiza só metade se cumpre. Ele já foi melhor nesse negócio de astrologia.

O problema com suas leituras politicas e econômicas não está somente em sua limitada capacidade (ele é capaz sim senhor, porém não sabe tudo). A questão é que anda misturando com seu discurso as suas ambições presidenciais, e aí perde a isenção.

Eu já esperava por isso, esse posicionamento bem mais crítico nas vésperas das eleições presidenciais, em 2018, afinal ele será candidato.  Mas agora - em 2015 - nesse início de mandato de Dilma, toda crítica (até as mais bem intencionadas) ajudam promover a desestabilização.  

Existe uma linha tênue entre crítica construtiva e crítica destrutiva. E eu quero apontar aqui:  CIRO ULTRAPASSOU ESSA LINHA, ele passou para o lado da oposição, está atacando mesmo!

Se ele continuar se dizendo aliado, da base aliada, defensor do governo, amigo do PT estará sendo hipócrita. Não importa o quanto suas críticas tenham de verdade, ou sejam sinceras.  Ele está atacando Lula, Dilma e comprando briga feia com a militância do PT.  É um caminho sem volta!

Nós da militância entendemos que ele não queira participar do atual governo pela forma que Dilma se articulou com o PMDB e com a Política Neo-liberal.   Muitos petistas acreditam que essa não era a única saída para a crise, que havia uma outra saída pela esquerda.

Mas veja bem Dr. Ciro,  o senhor não acerta sempre.   Levy desvalorizou o Real fortemente (Dólar = 4 Reais) e seu prognóstico de aumento da inflação não aconteceu.  A alta do dólar não contaminou a inflação, diferente disso, a alta do dólar favoreceu em quase todos os sentidos nossa economia.  Eu comprei essa sua idéia que a alta do dólar estragaria nossa economia, mas sucedeu o contrário.

Colocar políticos de outros partidos em vários ministérios, não é o mesmo que distribuir "cartas brancas".  Os Ministros não vão fazer tudo que tiverem vontade, a última palavra ainda fica com a Presidenta.

Suas últimas declarações foram ofensivas, não foram somente críticas, o senhor acaba de arrumar milhões de inimigos.  Talvez tenha sido esse mesmo o seu intento: criar uma grande polêmica com suas acusações irresponsáveis.  

Quiz ser incendiário?  Acender uma Pira, Dr.Piro?   Mas para mim se equiparou apenas ao Hélio Bicudo!  Se rebaixou a um mero instrumento da direita do PSDB golpista: um Fernando Henrique Boy!

Ciro poderia ser candidato e concorrer com Lula jogando limpo, mesmo estando no partido dos Perrelas Mineiros aliados de Aécio,
mas preferiu a tática da desmoralização dos adversários.   
Declarou Guerra, então esteja preparado: Não passará.

Pois você bem sabe, não é ingênuo:
NÃO SE APAGA FOGO COM GASOLINA!

By Mico-Leão-Dourado
//Luiz Carlos Tollstadius
=====================================


Roberto L.
(...) Vcs do eixo (Rio-SP), e me refiro ao pessoal de esquerda mesmo, criam imagens de políticos sem nunca perguntar como eles são avaliados e vistos nos estados da região. E eu digo estados porque NE é região, eu sou pernambucano, jamais serei baiano ou cearense e não são a mesma coisa, eu não penso como um baiano ou cearense e vice versa.
Ciro Gomes não tem NE coisa alguma, há rixas históricas e ferrenhas que não são abordas na mídia do Sudeste então passam batido do povo em geral. Mas o que me deixa triste é a esquerda não saber disso quando era obrigação saber.
Quando Eduardo Campos saiu candidato, o traída, ele brigou com a dupla Ferreira Gomes do CE e não receberia votos em peso no CE e tampouco na Bahia, ambos não votam em políticos identificados com Pernambuco facilmente. O Lula é uma figura nacional, por isso não sofre desse problema, mas políticos atrelados a estados, sofrem e só o “Sul maravilha” continua não levando em conta isso e criando problemas políticos nacionais por ignorância.
A mesma ignorância que cultuava Roberto Freire como “comunistão” quando o cara era visto como fanfarrão em Pernambuco. Bastava entrar em contato com o meio político do Estado pra saber o que o povo e os políticos pensavam dele, mas não, a esquerda do Rio e de SP lançaram aquele cara nacionalmente sem saber quem ele era, e deu no que deu. Hoje ele vive exilado de PE porque ninguém em PE vota naquele lixo, mas ele é cria da esquerda do Rio e de SP principalmente, porque nunca procuraram saber quem são esses políticos e ficam criando imagens idealizadas deles.
Ciro Gomes é um demagogo da pior espécie, ele e o irmão, o irmão teve ‘n’ escândalos de irregularidades no governo dele no CE, vivem trocando de partido como trocam de roupa.
Sinceramente, se isso é o que a esquerda brasileira pretende pro futuro, mais outro erro histórico colossal, como já fizeram de outras vezes (caso Roberto Freire, Campos, Arraes etc).
Até hoje eu rio (pra não chorar) quando alguém do Sul-Sudeste tenta endeusar Arraes sem nem saber do que esse coronel do Crato aprontou em Pernambuco no 2o e 3o governo dele (o dos precatórios e bancarrota de PE) e o netinho dele, o Calabar de Pernambuco. Já vi uma cidadã no Facebook com uma foto de Campos dizendo algo como “heroí dos proletários” ou coisa do tipo, e a senhora é do Rio, é algo surreal que se eu pegasse essa foto e mostrasse pro pessoal aqui (sou recifense) o povo iria rir pra não ter um embrulho no estômago pois o grosso da esquerda em peso de Pernambuco odeiam Campos, detestava Arraes (o PT cantava pra Arraes “Velho caduco, Pinochet de Pernambuco”) e coisas do tipo que não dá pra citar uma por uma agora.
O PDT é uma legenda morta, com a morte do Brizola morreu e há que se admitir isso, não há partido legítimo nacionalista de esquerda com força (ou de massas) no país, ponto. Estão criando um monstrinho pra 2018, o mesmo que colocou o entreguista Mangabeira Unger (pró-EUA) no governo, o Unger está lá na cota desse pulha do Ceará.
Eu só votaria nesse elemento em último caso, pois vai depender do meu estado de humor daqui a 3 anos, se um PSDB pra bater até eles sangrarem no poder ou dar poder a um pulha que destroçaria a esquerda por dentro tal qual está sendo o governo atual, com um adendo, a Dilma não é mal intencionada, mas não entende nada de política (mas torço pra que ela aprenda, pinte uma luz e ela dê uma guinada no governo dela).
E antes que alguém chie, eu sou de esquerda e sempre votei no PT e era brizolista, meu relato acima é de quem conhece as nuances desses caras na região, ainda mais que esse pulha do Ciro Gomes é um odiador de Pernambuco e eu como bom pernambucano odeio quem odeia meu estado 
(o nativismo brasileiro nasceu aqui e a gente honra isso) e o pulha não passa de um coronel pós-moderno, que modernizou sim o Ceará, mas que fique lá cuidando da “Capitania” dele, que ele não ponha as patas em Pernambuco. Isso que vc disse de ibope no NE é totalmente furado, essa ideia de NE que é pregada em Rio e SP so´tem significado aí, não tem o menor sentido pros estados da região (nunca teve e nem terá, até porque é uma criação varguista, não é uma identidade surgida da própria região e sim algo imposto, e eu não sigo identidade cultural imposta por gaúcho, sou brasileiro mas não aceito imposição de outros estados, não é assim que se constrói um país ou uma nação e sim com o consenso, não sou só eu que sou assim, praticamente mais de 10 milhões de pernambucanos são assim, alguns mais e outros menos, e pode levar a sério, quando a gente cisma a gente abala os alicerces desse país).
Acho um grande equívoco o texto do Britto sobre o Ciro Gomes, deveria procurar saber mais de como ele é visto nos estados da reigão e até no Ceará, pra não criarem um Roberto Freire 2 (tem tudo pra isso acontecer). Quem surgiu na Arena jamais valerá a pena (Ciro Gomes começou sua carreira política no partido da ditadura, parem de idealizar coisas de um cara desses).
  • Roberto L.
    Em Pernambuco não se vota em peso em políticos atrelados à Bahia e vice versa, o mesmo ocorrre com o Ceará, não tem isso de “Nordeste”, é com a bandeira do estado que o povo se identifica primeiro, região é “apêndice”. E é assim há séculos e não irá mudar, o Brasil pra gente começa em 1500 e não no séc. XIX como é o recorte de muita gente no país. Eu não voto em coronel do Ceará anti-pernambucano, ponto. Eu e milhões. Estão criando um problema pra 2018, um Roberto Freire 2.
    Parem de viajar idealizando esses caras só porque chutam o Cunha no momento ou são boquirrotos, pra ser nacionalista de fato precisa mais que isso, o histórico pesa e muito e o dele não ajuda. Ele não é o Brizola ou um Brizola 2. Ele não é nacionalista, e só está na “esquerda” por conveniência.

Leia também:  
Perrela, Helicóptero, Cocaína, Aécio, Safadezas, Crimes: Sempre é bom lembrar
http://imagempolitica.com.br/site/perrela-helicoptero-cocaina-aecio-safadezas-crimes-sempre-e-bom-lembrar/

Postar um comentário