sexta-feira, 30 de junho de 2017

O QUE MARCO AURÉLIO QUIZ DIZER (E VOCÊ NÃO ENTENDEU)

 JUSTIÇA BRASILEIRA A TODO MOMENTO ABSOLVE UM LADRÃO DO PMDB E PSDB COM MUITAS PROVAS.

MAS CONDENA
-SEM PROVAS-  INOCENTES, SÓ PORQUE ELES PERTENCEM AO PT, PARTIDO QUE TIROU O POVO BRASILEIRO DA MISÉRIA.

Jornalista - Julgamento do pedido de prisão do senador Aécio Neves só no segundo semestre? Como o Sr. Acha que a população vê isto? 

Resposta: "Que tal o retorno dele -imediato- à cadeira de senador?"
Qual parte dessa frase você não entendeu? 

Na decisão de  Marco Aurélio ele fez questão de explicar quem é Aécio:


É brasileiro nato, 
Chefe de família
com carreira política elogiável:
  • deputado federal por quatro vezes, 
  • ex-presidente da Câmara dos Deputados
  • governador de Minas Gerais (2 mandatos consecutivos)
  • o 2º colocado nas eleições à Presidência de 2014
  • senador da República
  • presidente do PSDB-Partido da Social Democracia Brasileira
Ele Mentiu??? 
Não foi Aécio um sucesso eleitoral?
Marco Aurélio descreve como Milhões de Brasileiros, por muitas vezes, o elegeram para Cargos Importantes e por pouco não foi presidente.

Assim como Aécio, milhares são eleitos para cargos importantes:  prefeitos, vereadores, governadores, deputados, senadores...

Então, quem coloca essa gente nessas posições aqui no Brasil??
Com certeza os eleitores brasileiros, pois não são os japoneses, franceses ou mexicanos.  Muito menos os ETs.


Tanto que eles dizem, Fora Dilma!
Somos Milhões de Temers!
Somos Milhões de Aécios!
Somos Milhões de Cunhas!
Somos Milhões de Japas da PF!
Somos Milhões de Dallagnols!
Somos Milhões de Collors!
Somos Milhões de Bolsonaros!
Somos Milhões de Richas!
Somos Milhões de Moros!

E até pedem volta da Ditadura Militar.
O que fez Marco Aurélio???
Atendeu ao Clamor Popular!
Como disse a ministra-chefe do STF,
a ministra Carmen Lúcia:

"O clamor por justiça que hoje se ouve em todos os cantos do país não será ignorado em qualquer decisão desta Corte. Não seremos ausentes aos que de nós esperam a atuação rigorosa para manter sua esperança de justiça. Não seremos avaros em nossa ação para garantir a efetividade da justiça"
O Supremo (STF), sempre atento ao Clamor Popular, não poderia deixar de atender a vontade da Nação já tantas vezes demonstrada pelos vários milhões de votos despejados nas urnas.
  
Assim, para atender esse clamor popular, liberou TEMER e AÉCIO mas não anula o impeachment de DILMA.
E vivam as Panelas e os Paneleiros!
By MicoLeão
Tollstadius

========================
P.S.  MARCO AURÉLIO QUIZ DIZER (E DISSE):
FORAM VOCÊS QUE COLOCARAM ELE LÁ!
(no Senado)

Milhões colocaram o cara lá em cima e eu sozinho - monocraticamente - vou tirar? Quando quiz tirar o Renan, ninguém me apoiou, nem deputados, nem senadores, nem jornalistas, nem população, outros membros do STF, ninguém.  Errar é humano, mas repetir o erro...
Vocês que se virem, me incluam fora dessa, que eu vou sair de férias, Fuiiiiiiiiii

Ah, ia esquecendo, aquela história da "CARREIRA"
foi só uma pegadinha, um jogo de palavras:

  "CARREIRA BRILHANTE" ENTENDEU? 
  OU QUER QUE EU DESENHE?

==========================================

Jornais do Exterior: porque multidões contra "corrupção" que gritavam "Fora Dilma" não gritam "Fora Temer"?

 Esperava-se que a população fosse às ruas contra Temer (...) Porém, não está acontecendo. Inclusive, na greve geral de sexta-feira (30) a principal pauta é a oposição às reformas do governo e não à saída do presidente. (...) Essa apatia da população está chamando a atenção da imprensa internacional, que busca explicações em reportagens nos últimos dias. Porquê dos não-protestos????

Estariam os brasileiros gostando de tudo que está acontecendo?   

Leia Mais Aqui: http://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=97797

 Fernando Luiz Santos Acho que a maioria do povo brasileiro não via com bons olhos um governo de esquerda no poder, eles não aceitava serem governados por um Nordestino (depois p/uma Mulher) que não tinha nível superior, nem mesmo os pobres aceitavam ver outros pobres melhorando de vida comprando carros, casas próprias e nem viajando de avião. Acho que tudo que aconteceu foi preconceito de uma parte dos brasileiros.

Thiago dos Reis
Incrível como o Brasil virou um país de maravilhas após o impeachment de Dilma. 
O desemprego diminuiu e quase zerou, a economia vai bem, os investimentos em educação, saúde, moradia e segurança nunca foram tão altos, somos respeitados no exterior e chovem convites ao nosso respeitável presidente, vemos políticos corruptos indo para a cadeia e nunca tivemos um STF tão honesto e ativo na luta contra a corrupção.
Realmente, o problema do Brasil era a Dilma e o PT, foi só eles saírem que deu tudo certo. Obrigado paneleiros, obrigado a todos que foram às ruas protestar, vocês transformaram o Brasil em uma Noruega. 🇧🇷🇳🇴
Vcs sabiam que no Estado de SP, os professores estão há 4 anos sem reajuste e tem professor que defende e vota no PSDB?     Inês Braschi


Do mural do amigo 
Sergio Batalha Mendes

"Muitas pessoas se disseram tristes e decepcionadas com o país após as duas decisões de ontem do STF, que libertaram o Loures e devolveram o mandato ao Aecio. 

Paradoxalmente, eu acredito que as duas decisões foram boas para a evolução política da sociedade brasileira. Elas acabaram com a perigosa ilusão de que o Judiciário iria "limpar" a nossa política e revelaram que o próprio STF é um órgão político, não uma espécie de "altar da Justiça". 

 Creio que a nossa sociedade está se politizando, se tornando mais ideológica, e percebendo que devemos mudar o Brasil pelo nosso voto. 
Não serão juízes, procuradores e muito menos policiais federais que irão transformar o Brasil em uma sociedade desenvolvida, seja no aspecto ético, seja no aspecto sócio-econômico. 

Devemos votar em candidatos que tenham posições claras sobre a reforma trabalhista e sobre a reforma previdenciária, e não em políticos "éticos e trabalhadores". 

As decisões de ontem do STF somente demonstraram que o Judiciário fez parte de um golpe Institucional e que não há uma coerência em suas decisões, elas foram tomadas ao sabor de conveniências e articulações políticas. 

Há muito menos diferença entre uma decisão do Renan Calheiros e outra do Edson Fachin do que imagina a nossa vã filosofia. 

As decisões de ontem também deixam a cada dia mais claro que a mão do Judiciário pesou sobre o PT porque ele era o partido a ser derrubado do poder, não porque ele fosse especialmente corrupto. 

É hora da sociedade brasileira dar um basta a este protagonismo do Judiciário na política. 

Tribunal não tem de "ouvir o clamor da sociedade", tem de aplicar a lei. Quem tem de ouvir o clamor da sociedade são as urnas.

Fora Temer! 
Diretas Já!"

===================================
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

João Lopes
1 h · 
 Por Brazilino Nunes De Sá Neto

"Tudo que é decidido no plenário do STF vira jurisprudência. 

Tá certo, que as decisões de ontem, devolvendo o mandato do Aécio e liberando Loures, foram decisões isoladas. Mas a PGR vai recorrer com certeza e se o pleno confirmar, repito o que eu disse ontem: essas duas decisões nos beneficiam


Foi muita coragem do Marco Aurélio Melo e do Fachin tomarem essas decisões, assim como foi corajosa e correta_dentro da lei_de pôr José Dirceu em liberdade.


O STF estava totalmente acovardado e a PGR, assim como todo o MPF, junto com o Moro, deitou e rolou nos últimos quatro anos, cometendo as maiores barbaridades. A prisão infundada e covarde de Vaccari e Palloci que o diga.


Então essas decisões tomadas contra o clamor popular, mas dentro da lei, mostra novos rumos daqui pra frente. Juiz nenhum pode tomar decisões, baseados em gritarias e sim de acordo com as leis vigentes. Isso é estado democrático de direito. 


O que mais li ontem aqui, foi sobre desistência, cansaço e abandono da luta.


Gente, uma "derrota"_entre aspas porque não considero derrota_ em uma batalha, não significado perder a guerra.


Sobre esses dias de lutas, fico com duas frases do Che:


"Se o presente é de luta, o futuro nos pertence".


"Se eu andar me siga, se eu parar me empurre, se eu voltar me mate".



Brazilino Nunes De Sá Neto

 Giulia Pierro Olha, eu até concordo com essa versão, o que acho ABSURDO é o "supremo" ter esperado tanto tempo pra "botar ordem no galinheiro"!

 Acho um ABSURDO eu ter que concordar com o Gilmar Mendes, quando diz que o judiciário não está aí pra homologar as decisões do MP. 

Essa turma de "supremos" tinha que deixar a lava jato correr com tantas irregularidades durante 3 anos, pra só agora tomar uma atitude???

VERGONHA NACIONAL! #DemissaoColetivaDoSupremoJa!


  “Aqueles que foram pra rua derrubar a Dilma agora estão com vergonha de aparecer” (Lula)

Guido De Araujo Costa
CADÊ OS COXINHAS??????? 
QUE FORAM PRAS RUAS GRITAR FORA DILMA 
E CHAMAVAM OS ELEITORES DA ESQUERDA DE BURROS
E HOJE SE CALAM E SE ESCONDEM COM TANTA CORRUPÇÃO. 
CADÊ OS COXINHAS VESTIDOS COM A CAMISA AMARELA DA CBF??? ELES NÃO VÃO PRAS RUAS GRITAR: 
FORA TEMER, FORA GOLPISTAS????.
OU VÃO CONTINUAR CÚMPLICES DESSE GOLPE????




Eros Antonio Ferreira Lang está a sentir-se revoltado mas esperançoso.
2 h ·       Minha indignação hoje, não é apenas com a bandidagem que está assaltando nosso país, roubando nossos direitos, ferindo nossa dignidade, mas principalmente com a indiferença que observo, na maioria das pessoas com as quais convivo, que parecem anestesiadas, como se nada estivesse acontecendo 😥
Apesar da revolta, ainda tenho forças para desejar a todos, que compartilham do mesmo sentimento que eu, um domingo maravilhoso! 
 👉

Tá Ruim? Pode Piorar! Benvindo

terça-feira, 27 de junho de 2017

Acordão da Base Aliada x Acordos de Delação Premiada

 
 Bob Fernandes comenta contradição da Lava Jato: solta culpados (Tucanos) e prende inocente (Vaccari).



"No Brasil ocultar provas da inocência do réu, com o intuito de condená-lo a qualquer preço (como fazem para condenar Lula), ė regra…
reputa-se: se o réu for petê (PT), pois sendo tucano esquecem em alguma gaveta as provas dos crimes praticados. 

Quando a parcialidade atingiu niveis insuportaveis 
os “imparciais” de Curitiba, para disfarçar, produziram um filme com o nome de A Lei é para Todos…  (clique aqui)

aliás, 
se precisam de marketing para afirmar isso 
é pq a Lei realmente NÂO é para todos
ou seja,
é para todos exceto para tucanos e cia."
                                ( Jose Carlos Lima)

=======888888888888888888888888=======


"Se a Força Tarefa quer interferir na próxima disputa à Presidência deve lançar candidato e não usar do processo para essa finalidade"
"Se a Força Tarefa quer interferir na próxima disputa à Presidência deve lançar candidato e não usar do processo para essa finalidade"... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/06/28/se-lava-jato-quiser-interferir-na-proxima-eleicao-deve-lancar-candidato-diz-defesa-de-lula.htm?cmpid=copiaecola
Se Lava Jato quiser interferir na próxima eleição, deve lançar candidato, diz defesa de Lula... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/06/28/se-lava-jato-quiser-interferir-na-proxima-eleicao-deve-lancar-candidato-diz-defesa-de-lula.htm?cmpid=copiaecola
Se Lava Jato quiser interferir na próxima eleição, deve lançar candidato, diz defesa de Lula ... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/06/28/se-lava-jato-quiser-interferir-na-proxima-eleicao-deve-lancar-candidato-diz-defesa-de-lula.htm?cmpid=copiaecola
Se Lava Jato quiser interferir na próxima eleição, deve lançar candidato, diz defesa de Lula ... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/06/28/se-lava-jato-quiser-interferir-na-proxima-eleicao-deve-lancar-candidato-diz-defesa-de-lula.htm?cmpid=copiaecola

Advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins comentou nesta quarta-feira 28 uma postagem do procurador da Lava Jato Carlos Fernando dos Santos Lima nas redes sociais, em que ele diz que: Do jeito que Michel Temer toca seu governo,  "é capaz de outros (Lula) atuais acusados pela Lava Jato, também não qualificados para o cargo, consigam apoio da sociedade para voltar para a presidência"

Para Zanin, a "publicação (...) deixou clara atuação da operação Lava Jato para impedir que Lula possa 'voltar para a Presidência"

"Se a Força Tarefa quer interferir na próxima disputa à Presidência deve lançar candidato e não usar do processo para essa finalidade", rebate o advogado - leia mais: 247


BASES DO ACORDÃO DE BRASÍLIA

BRASÍLIA X CURITIBA

Políticos de Brasília  ( Executivo, Legislativo e STF) decidem firmar ACORDÃO unidos contra República de Curitiba que durante os últimos 3 anos tentou destruir o Brasil e entregá-lo aos Americanos - U.S.A.

Não se trata de enfrentar os EUA, sequer enfrentar o Judiciário, mas restabelecer o Governo do País.  Não importa se bom ou ruim, todo País precisa de um Governo, de um comando central, e esse poder central (Governo) havia sido sequestrado por parcelas do Judiciário, parcelas do MP e parcelas da PF.

 A estratégia utilizada foi a criminalização de toda classe política e a santificação religiosa (messiânica) dessa milícia conspiradora junto as camadas populares com uso massivo da mídia (TVs).

Inocularam a mente dos incautos para que a palavra "corrupção" estivesse associada apenas aos políticos, pricipalmente do PT.  Como não existissem outros corruptos (além dos políticos), tais como pastores, desembargadores, juízes, procuradores, advogados, policiais, médicos, jogadores de futebol, donos de emissoras de tv...

O tempo acabou demonstrando que os "intocáveis" que diziam estar combatendo a CORRUPÇÃO, na verdade ambicionavam o poder e o controle.  Suas condutas constantemente ilegais com aparência legal já não enganam mais a população: foram desmascarados diante a opinião pública.  Não conseguem mais convencer ninguém que são santos ou heróis.

E a classe política, ainda que viciada, enormemente desmoralizada, preferiu sanear-se a si mesma, limpar-se a si mesmo. Distribuir a limpeza da Lava-Jato, ao invés de concentrá-la nas masmorras de Curitiba.  

Essas masmorras com presos detidos antes de concluídas as investigações, detidos antes da denúncia, detidos antes do julgamento em primeira instância, detidos antes do julgamento em segunda instância.  

Ou seja 3 ou 4 anos antes de uma condenação definitiva - ao arrepio de todas nossas leis - produzia delatores que poderiam delatar até a própria mãe, mesmo sem premiação.

Somando isso, com o oferecimento de prêmios por "cooperação" em dinheiro e de vida luxuosa em liberdade total...

Bom, o preso até advinhava o que se queria ouvir dele.  Qualquer um advinharia qual "cooperação" lhe daria a liberdade.  E ISSO NÃO É DE FORMA NENHUMA COMBATE A CORRUPÇÃO.

Nesse acordo - ACORDÃO, empresários que fizeram sua delações nessas condições, terão suas premiações revistas e as delações serão parcialmente invalidadas pelo vício na qual foram produzidas.

Haverá muita gritaria, muita briga, muita discussão, mas será feita uma Lei disciplinando delações premiadas (e suas homologações), prisão em segunda instância, além das detenções e conduções coercitivas.

VOCÊ DUVIDA QUE OS DEPUTADOS E SENADORES SE UNAM AO SUPREMO (STF) E AO EXECUTIVO E RECOLOQUEM O ORDENAMENTO JURÍDICO NOS TRILHOS???
----------------------------------------------------------------------------- - ELES NÃO!


Para Petistas, Não é Novidade - A Condenação Sem Provas Cabais.
Muitos Compas Foram Trancados, Em Dezenas de Prisões Ilegais.
E Continuariam os Sa_ados, Afrontando a Lei e a Verdade,
Por Puro Gosto e Maldade, A Prender Nossos Maiorais.
Mas os Injustos que Armaram, O Grande Circo da Destruição,
Esqueceram que Sempre Ganha, Aquele que Tem a Razão.

Enquanto Enfileiravam  - As Vítimas de DELAÇÃO
Alimentavam a Sanha - Da Máquina de Perseguição
Quem Batia na Nossa Gente, E Prendia sem Compaixão
Sabia Quem Era Inocente - Mas Atirava na Prisão
Procuradores e Juízes - Agindo como Polícia
Se Fazendo de Detetives, Formaram uma Milícia

Nada contra o Investigar - E também o Denunciar
Mas isso só faz sentido,  Se Tiver Como Provar.
Ser Taxado de Ladrão,  por Âncora da Televisão.
Quando Não se tem as Provas, Somente Convicção.
Pois Delação Premiada, Muitas Vezes Estimulada,
Por uma longa reclusão, se encontra demais Viciada.
Para Servir de Pretexto, para uma condenação.

Não é justo ser Condenado, ter que pagar o Pato
Quando o único argumento, é o "domínio de fato"
Mas Todo Mundo Aplaudia o que a Direita Dizia
Pois a Direita Mentia nas suas TVs e Jornais.
Então coxinhas xingavam, urrando como animais:
Ladrão, Vaca, Vadia e muitas ofensas mais.
Como depois não tinha, mais petistas para prender.  E também porque queriam aumentar o seu poder.
Resolveram os lá de baixo - atirar para valer.
Petista é tudo fichinha - não é peixe graúdo não.
Para ficar famoso, tem que ter muita ambição.
Parar de atacar sardinha e por no alvo Tubarão.

Mas aí os poderosos -de Brasília- disseram NÃO!
Deixamos vocês brincando do jogo "Lula é Ladrão"
Enquanto eram somente os petistas que iam lamber sabão.
Fingimos -nesse tempo- acreditar na sua Religião.
Se nós somos bandidos na sua concepção.
Vocês são criminosos que vamos mandar para Prisão.

Obs: Legalidade é uma questão muito controversa
Depende, imensamente, assim como a história, de
quem está no poder.  Assim como a história é contada
pelos vencedores, a justiça é firmada por quem tem
MAIS PODER.

EM CIMA A TURMA É FORTE -
COM BRASÍLIA NÃO SE BRINCA NÃO
LÁ QUE INVENTARAM -PRIMEIRO- 
NA FARSA DO "MENSALÃO"
ESSE ESQUEMA FRAUDULENTO
QUE USAM DE SEGUNDA-MÃO
CONDENANDO INIMIGOS
EM NOME DA CORRUPÇÃO

Acabou-se o Mistério:
O destino desses moralistas sérios, 
Dizendo-se Santos de Monastérios
Distintos membros de Público Ministério
Se eriçando em plumas de Pavões Orgulhosos,  
Ambicionando passar por cima dos Poderosos...

Acabarão - por fim - esses jovens sebosos
Devorados (inteiros) por Raposas e Lobos: 
De muita idade: Anciãos, velhos, idosos! 

 By MicoLeão
Tollstadius

P.S. Este post fala do q ocorreu antes e do q está ocorrendo agora, para se entender o Panorama. 
Daí q você pode muito bem não gostar nada desse desenrolar...   Mas fatos são fatos.

=======================
A boa vida de um delator
Tornozeleira eletrônica por dois anos, serviços comunitários, "regime aberto diferenciado" (que permite até viagens internacionais), absolvição.  

Esses foram os prêmios recebidos pelos cinco delatores de João Vaccari Neto, após suas respectivas delações sem provas.  

Moro poupou a todos. Se a ideia é combater a fundo a corrupção no Brasil não parece ilógico que após crimes diversos eles sejam premiados desta maneira? Afinal, basta delatar e no máximo pagar uma multa para se ver livre de sentenças condenatórias. 

Parece mesmo um bom negócio ser delator no Brasil.
Confira reportagem na íntegra: http://bit.ly/po


VACCARI DIZ TER SIDO PRESO POR SER TESOUREIRO DO PT

Absolvido em segunda instância por falta de provas, numa decisão que reverteu a condenação inicial do juiz Sergio Moro, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto mandou um recado aos apoiadores que foram em comitiva para Curitiba, onde está preso, para acompanhar sua soltura;

"Não mereço tudo isso, mas agradeço. Fiquei muito feliz em saber da presença de vocês", disse Vaccari, por meio de seus advogados;

Moro, no entanto, recebeu o alvará, mas alegou outra condenação para manter Vaccari preso provisoriamente; 

"Vou sair daqui, não roubei, não matei, fui preso por que era o tesoureiro do PT", disse ainda.
 ===============================================

“É UMA HUMILHAÇÃO SER CHAMADO DE LADRÃO, MINHA VIDA VIROU UM INFERNO”, DIZ MANTEGA

“Praticamente perdi a minha reputação, com mentiras, diga-se de passagem. A minha vida virou um inferno”, afirmou.

“Eu me sinto terrível porque minha reputação foi colocada por água abaixo. A repercussão foi péssima, péssima. Passei a ter problemas em restaurantes, no hospital. Não posso ter uma vida normal. É uma humilhação ser chamado de ladrão. Eu poderia ter começado a dar palestras, consultorias. Criei um nome lá fora, fiz o Brasil ser respeitado. E acabei jogado nessa vala. A essa altura dos acontecimentos, depois de trabalhar tantos anos para o governo, depois de ter tantos resultados, eu não esperava. Realmente eu não esperava”

 Mantega diz que as delações de Marcelo Odebrecht e outros delatores são peças de ficção, e diz que eles precisaram acusar autoridades para conseguirem fechar os acordos.

“Porque, para você conseguir uma delação, tem que entregar pessoas do alto escalão do governo. Um ou dois presidentes [da República] e um ou dois ministros. De certa forma é uma exigência. E aí fala do ministro sem provas. Porque não faz sentido essa questão do Refis.
E menos ainda R$ 50 milhões que diz que pedi num bilhetinho. Que bilhetinho? Mostra o bilhetinho! Ele tinha que montar uma história para dizer que tinha propina e inventou essa. Mas foi infeliz porque esse Refis foi feito para Deus e o mundo.”

Aos 68 anos, casado com Eliane, 56, que desde 2011 enfrenta tratamento contra um câncer no intestino, disse que tem medo de ser preso.

“Sim, tenho temor. Eu sou a principal pessoa que cuida da minha mulher, que dá sustentação psicológica para ela. Temo o que aconteceria com ela se eu fosse preso. Se você olhar as acusações, as provas, elas são frágeis, não se sustentam. Eu espero que a Justiça faça justiça.”

Mônica Bergamo

 JUSTIÇA BRASILEIRA A TODO MOMENTO 
ABSOLVE UM LADRÃO DO PMDB E PSDB 
COM PROVAS E AMEAÇAS COMPROVADAS. 
MAIS CONDENA UM INOCENTE SÓ PORQUE 
ELE PERTENCE AO UM PARTIDO QUE TIROU 
O POVO BRASILEIRO DA MISÉRIA DO BRASIL.

=======================================
 
POR ANTONIO CARLOS “KAKAY” DE ALMEIDA CASTRO,
advogado.

O juiz Sérgio Moro prendeu PREVENTIVAMENTE o Tesoureiro Vaccari em Abril de 2015. Depois o condenou a 15 anos e 4 meses de prisão.

Apos 2 anos e 2 meses PRESO, o Tribunal considerou que a condenação se deu sem nenhuma prova, baseada única e exclusivamente nas delações.
Vaccari foi ABSOLVIDO.

Todos sabem ou deveriam saber que delação não pode ser usada como prova, serve para iniciar a investigação.

O delator, em regra, mente, omite, protege e, o pior, se o delator for pego mentindo, terá direito ao recall, que é a oportunidade de “consertar” o que mentiu, o que omitiu, sem perder os benefícios.

O recall é o maior incentivo à corrupção da História.
O juiz Moro alegou que vários delatores falaram de Vaccari.
Ou seja, irresponsavelmente, o que foi usado para condenar é uma delação que sustenta outra delação!!!

Há tempos criticamos o uso indiscriminado da prisão preventiva.
A prisão virou a regra, o que não ocorre em nenhum país razoavelmente civilizado. Fruto deste momento punitivo e opressivo por que passamos.
Sou de um tempo em que as pessoas iam para rua pedir liberdade; hoje, os jovens vão para pedir prisão.

Que sociedade sairá destes excessos?

Todos nós queremos o combate à corrupção, mas com o respeito às garantias constitucionais.

O que se pergunta agora é se a prisão preventiva de Vaccari era necessária.
E, principalmente, quem devolverá a ele os 2 anos e 2 meses em que ficou preso?!

A enorme e humilhante exposição midiática, promovida pela Procuradoria e pelo juiz como parte de um programa de consolidar a Lava Jato, também fez danos irreversíveis à imagem, à família e aos amigos de Vaccari.

Nada poderá devolver ao Vaccari a honra conspurcada.

A sociedade que, com razão, está cansada, esgotada de tanta corrupção, começa a se sentir assustada com tantos excessos, com tantos falsos heróis, com tantos abusos.

É hora de reflexão e de reagir a estes absurdos.

=======================================

247 - O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto mandou um recado aos apoiadores que foram em comitiva para Curitiba, onde está preso, para acompanhar sua soltura. 

Vaccari foi absolvido em segunda instância, pelo TRF-4, por falta de provas, numa decisão que reverteu a condenação inicial do juiz Sergio Moro, de Curitiba, que decide os processos da Lava Jato em primeira instância.

"Não mereço tudo isso, mas agradeço. Fiquei muito feliz em saber da presença de vocês", disse Vaccari, por meio de seus advogados.

Moro, no entanto, recebeu o alvará, mas alegou outra condenação para manter Vaccari preso provisoriamente.

"Vou sair daqui, não roubei, não matei, fui preso por que era o tesoureiro do PT", disse ainda João Vaccari.

"Cheguei aqui pela política num carro de polícia e vou sair daqui pela política junto com meus companheiros. Forte abraço a todos", concluiu o ex-tesoureiro.





Zanuja Castelo Branco
R. JANOT (PGR) PROCURADOR-GERAL-DA-REPÚBLICA - CHEFE DO MIN. PÚB. (MP)
3 min · (...) O discurso moralista pequeno de Janot fez mais estragos do que reparos à combalida paisagem política do país. E os que hoje o aplaudem porque, num “grand finale”, resolveu enfrentar o golpista que deixou correr solto para derrubar uma presidenta honesta eleita por 54 milhões de brasileiras e brasileiros, se esquecem que estão empoderando um monstro.
 Este, com métodos policialescos de combate a organizações mafiosas, está atacando a democracia, a soberania popular e o tecido institucional.
 Qualquer presidente eleito terá, a partir de agora, que fazer “caramuru” ao Ministério Público, se quiser sobreviver até o final de seu mandato.
O que sobrou dessa luta encarniçada, não contra a corrupção, mas a favor da alavancagem corporativa do Ministério Público, é uma economia destruída, a falta de liderança para tirar o país do buraco e o império de uma mídia tanto oportunista, quanto golpista na defesa dos interesses de uma minoria endinheirada. E a corrupção vai bem, obrigado, porque sem mexer nas causas, apenas reprimindo seus efeitos, a bactéria que alimenta a doença vai se tornando mais resistente.

Por falar em causas, diz, nesta quarta-feira (28/06), Nicolao aos jornais que brigará por uma reforma política se nomeado procurador-geral. O óbvio ululante: o país precisa de ampla reforma política. Mas não de iniciativa de um PGR! Lá vai ele pelo mesmo caminho de Janot, se metendo onde não foi chamado.

Talvez confunda seu almejado mandato logrado com apoio corporativo com um mandato parlamentar. Quem tem que resolver sobre a reforma política são os representantes da soberania popular e não um burocrata de um órgão persecutório penal. O burocrata deve se bastar em cumprir seu dever de acusar com muito cuidado e discrição, preocupado em garantir o devido processo legal e um julgamento justo àqueles que estão em sua mira. Nada mais. E isso já é muito, pois Janot e seus acólitos não o têm conseguido.

Se numa futura gestão do PGR tivermos mais do mesmo, será, em verdade, o Ministério Público que deverá ser reformado, pois democracia nenhuma no mundo aguenta suas instituições viverem sob o porrete do direito penal.

Esse é o alto preço que os procuradores irão pagar por conta de suas etílicas andanças trôpegas. Sobreviverá na sociedade apenas o consenso de que os malfeitores – corruptos, corruptores, autoridades abusivas e arbitrárias – devem ser acusados sem exceção e o golpista Temer julgado para pagar por seu ataque à Constituição.

Mas, que tudo se faça com a dignidade própria das civilizações. E que se deixe incólume a soberania popular que pertence a nós todas e todos e não é monopólio dos acusadores.


Queria que TEMER, AÉCIO e GILMAR -
CAÍSSEM PRIMEIRO...
mas se cair JANOT, DANOL e MORO: Ainda Melhor.

Andar de Cima ou Baixo? 
Prefiro o de cima!
(De Cima + Nacionalistas mas - entreguistas, Ambos Golpistas)
O que eu quero é Dilma de Volta e Lula em 2018, nenhum Golpista no Poder.
Volta do PT de Lula, Dilma e Dirceu no poder, pelo voto votado nas urnas, um Governo Eleito pelo povo e para o povo: DEMOCRACIA.


Não tenho culpa nenhuma nisso, nessa briga de cachorro grande: EU VOTEI NA DILMA!

Enquanto os golpistas brigam, Brasília x Curitiba, sento no sofá e como pipoca.  

Vídeo abaixo:
"MORO É UM PILANTRA QUE PROTEGE OS BANDIDOS DO PSDB, PAR

quinta-feira, 22 de junho de 2017

A MENTIRA POR TRÁS DO ROMBO DA PREVIDÊNCIA - ASSISTA VÍDEO!

O Sindifisco Nacional 
divulgou um vídeo 
para alertar que
rombo na Previdência Social é uma farsa!
ASSISTA VÍDEO - CLIQUE 
-------------------------------------------------------------------------------

---------------------------------------
Site: http://www.sindifisconacional.org.br/
Facebook: https://www.facebook.com/sindifisco.n...
Twitter: https://twitter.com/sindifisconac
Hotsite "Somos Auditores": htthttps://www.youtube.com/watch?v=KVcEGyroVq0p://www.somosauditores.com.br/

GILMAR TEM RAZÃO - REPÚBLICA DE CURITIBA NÃO PODE TUDO!



Delações Premiadas
Por Afranio Silva Jardim – 02/08/2016
 O CAOS NO DIREITO PENAL E NO PROCESSO PENAL.
Muitos dos acordos de cooperação premiada (delação premiada), homologados pelo juiz Sérgio Moro, em nosso entendimento, são absolutamente ilegais, pois consagram “prêmios” que a lei não prevê e até outros contra o próprio código penal e lei de execução penal, como regime aberto em face de penas superiores a 4 (quatro anos).

Estão negociando com a atuação persecutória do Estado. O bizarro é que ninguém recorre e as nulidades transitam em julgado. O Conselho Nacional do Ministério Público precisa coibir estas práticas danosas para a sociedade.
Desta forma, os empresários delatores ficam em suas mansões, em prisão domiciliar, com tornozeleiras eletrônicas, enquanto os não delatores têm penas altíssimas em regime fechado, quase todos presos durante o processo. (...)


(...) Por ser um instituto relativamente novo em nosso sistema jurídico e, tendo em vista o grande apoio popular à atual apuração dos crimes de corrupção em nosso país, avaliamos que os tribunais estão muito cautelosos no enfrentamento destas questões, mormente diante de lacunas na doutrina sobre estes temas mais específicos.

O meu temor é que alguns exemplos equivocados da chamada “operação Lava-Jato”, segundo o que vem sendo veiculado pela imprensa, sejam disseminados por todo o nosso extenso território. Temo que o Direito Penal resulte fragmentado e com aplicação insólita pelos vários órgãos jurisdicionais de nosso pais. Temo que a aplicação uniforme das regras do nosso sistema penal fique na dependência da vontade de um Promotor de Justiça e de um “criminoso”… A este nível de privatização das regras de Direito Público não podemos chegar, tornando caótica a atuação de nosso sistema judiciário penal. Se prevalecer a prática atual, talvez não possamos mais falar sequer em “sistema”…

Afranio Silva Jardim.
.
Afranio Silva Jardim é mestre e livre-docente em Direito Processual Penal. Professor Associado da Faculdade de Direito da Uerj (graduação, mestrado e doutorado). Procurador de Justiça (aposentado).
LEIA ARTIGO COMPLETO AQUI:
==============================================



Gilmar critica acordos de delação e diz que PGR não pode tudo

Brasília – O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou nesta quarta-feira os acordos de delação premiada durante julgamento sobre a homologação do acordo de colaboração firmado com executivos da J&F, holding que controla a JBS, e disse que a Procuradoria-Geral da República (PGR) que negocia esses acordos, não pode tudo.

“Veja, a Procuradoria pode muito, mas pode tudo? É isso que a lei autoriza?”
leia aqui:

http://exame.abril.com.br/brasil/gilmar-critica-acordos-de-delacao-e-diz-que-pgr-nao-pode-tudo/





Ex-procurador Marcelo Miller
- que atuava na Lava Jato até março  -
deixou o MPF para a área privada
na véspera da conversa entre Joesley e Temer.


=====================

MPF investiga ex-procurador da Lava-Jato 
que virou sócio de escritório que defende J&F



Publicado em 26 de jun de 2017
Marcelo Miller atuou por 14 anos no Ministério Público Federal e esteve na força-tarefa da Lava-Jato. Em março deste ano, ele pediu exoneração do cargo público.

 No mês seguinte, virou sócio de um escritório de advocacia que defende os irmãos Joesley e Wesley Batista nos acordos de delação premiada e leniência do grupo J&F. 

A mudança de lado chamou a atenção de Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, que cobrou publicamente explicações e uma investigação sobre Miller, que é antigo aliado de Rodrigo Janot.





====================================================

ESSE É UM ASSUNTO PARA O SENADOR REQUIÃO - 
OU NÃO???
"Veja, a Procuradoria pode muito. Mas pode tudo? É isso que a lei autoriza?"  "Me parece que nós temos que esclarecer o que se pode fazer, sob pena de ficarmos em platitudes.”  (Gilmar Mendes)

Se no dia 21/06/2017 o STF pegou fogo por conta do assunto delação premiada, explodiu no dia 22/06/2017!

Quem pode o quê na delação???

No julgamento do STF, nesta última quarta-feira (21) iniciou-se um debate sobre quem-pode e quem não-pode numa delação premiada. O assunto deu margem a um debate acalorado, que continuou no dia seguinte (22) quase explosivo e promete se intensificar ainda mais na próxima semana.  As dúvidas eram quanto aos limites de atuação do MP e dos magistrados nesses acordos de delação premiada.

A princípio o MP combina o Acordo com o delator (colaborador),
o Ministro Relator verifica sua legalidade e autoriza o Acordo de Colaboração (homologa), acontece a investigação e depois o processo e na fase final desse processo - na setença - o Plenário dos Ministros verifica se o Acordo foi  cumprido (adimplimento).

Considera-se o "juiz natural", ou seja o juiz certo a quem o processo pertence, o Plenário dos Ministros (todo colegiado), no entanto, tem sido comum que apenas o Ministro Relator,  monocraticamente decida sobre a legalidade e constitucionalidade do Acordo de Delação Premiada.  E que a homologação desse acordo se limite apenas a ratificar (sem retificar) o acordado pelos procuradores (MP).

ENTRE OS JUÍZES (E MINISTROS DO STF) NÃO HÁ CONSENSO.

Esse roteiro não está muito claro. E aqueles que gostam de filmes americanos dão a solução:
FAZER TUDO IGUAL OS AMERICANOS FAZEM, DEIXAR TUDO NAS MÃO DOS PROCURADORES!

Mas há aqueles que acreditam que não podemos usar o copiar/colar - Control+C e Control+V.  Essa história de que tudo que é bom para o Estados Unidos é bom para o Brasil não cabe, não cabe plasmar a Constituição e as leis dos E.U.A.  Embora pareça que a República de Curitiba atue mais conforme o ordenamento jurídico estrangeiro, do que de acordo com nossas leis nacionais.

Barroso, nessa "vibe" (pegada) acima, prestigia o MP e deixa Juízes de fora,  justificando que se o MP pode até não oferecer denúncia, perdoando, pode julgar e apenar também. Ocorre que não é bem assim, o MP só pode não-oferecer-denúncia quando não há crime, ou quando o  corpo de provas é insuficiente: quando o conjunto de provas é fraco. 

Assim sendo, o MP ao excluir de denúncia o delator (colaborador), deixar de indiciá-lo, igualando-o a  "testemunha-de-acusação" ao invés de réu (que de fato é), garantindo no acordo de delação premiada que não será  apenado -na ocasião da sentença- exorbita de sua função e contraria todos os códigos da justiça brasileira. Extrapola até mesmo a Constituição que determina só ser possível ao Presidente da República conceder indulto (perdão total).

Gilmar Mendes acha que o MP tem extrapolado de suas funções em alguns acordos de delação premiada. Para Gilmar a função do MP é apenas "rascunhar" um acordo e submete-lo ao juiz natural. O Ministério Público não tem autonomia de firmar ou acertar uma "delação premiada" e tampouco um relator (juiz ou ministro) poderia.  A homologação, segundo Gilmar, caberia ao plenário.
Gilmar critica acordos de delação e diz que PGR não pode tudo

Marco Aurelio concorda com Gilmar que MP não pode apenar.

Lewandowski acha que relator pode homologar sozinho a delação premiada, mas havendo ilegalidade constitucional grave, vício insuperável, verificada "a posteriori", poderá a qualquer tempo ser revisada (corrigida).

Fux parece acompanhar Marco Aurélio e Gilmar, ou pelo menos enxerga que podem acontecer problemas com delações premiadas já homologadas por um relator, que a despeito disso talvez tenham que ser revisadas.

O que nenhum dos Ministros do Supremo Cogitou...
Foi sobre quem vai legislar e esclarecer esses pontos obscuros. 
O STF vai sozinho fazer as regras???  Porque não o Legislativo?

UMA SUGESTÃO SERIA LEVAR ESSA MATÉRIA TÃO IMPORTANTE PARA O LEGISLATIVO 
QUE PODERIA COLABORAR IMENSAMENTE...

E FAZER LEI QUE DELIMITASSE A ATUAÇÃO DO MP NESSE CASO TÃO CONTROVERSO.

Sugiro que o Senador Requião apresente um projeto urgente!
QUEM CONCORDA????

Aliás o SENADO deveria criar uma CPI para Lavar a Lava-Jato! Apurar todas as ilegalidades dos Procuradores e do Juiz da Lava-Jato, como -por exemplo- essa última ilegalidade de Moro:
 Autoridades estadunidenses atuaram com ajuda da Polícia Federal e conseguiram de Moro autorização para criar um CPF e uma conta bancária falsos para um agente infiltrado. 

By MicoLeão
Tollstadius
==============================




Artigo 13, incisos III e III da Lei 9.807 

"Art. 13. Poderá o juiz, de ofício (ou a requerimento das partes), conceder o perdão judicial e a consequente extinção da punibilidade ao acusado que, sendo primário, tenha colaborado efetiva e voluntariamente com a investigação e o processo criminal, desde que dessa colaboração tenha resultado: I – a identificação dos demais co-autores ou partícipes da ação criminosa;II – a localização da vítima com a sua integridade física preservada III – a recuperação total ou parcial do produto do crime Parágrafo único: a concessão do perdão judicial levará em conta a personalidade do beneficiário e a natureza, circunstâncias, gravidade e repercussão social do fato criminoso".



Afrânio Silva Jardim
ALGUM DIA ELES VÃO SE ARREPENDER !!!


O Supremo Tribunal Federal está prestes a chancelar dois monstros:

1) O negociado derrogando o legislado;

2) O Ministério Público podendo agir ao arrepio do nosso sistema normativo.
Parece que os Ministros do S.T.F. não perceberam que estes poderes estão sendo reconhecidos não apenas para P.G.R., mas também para qualquer Procurador da República ou qualquer Promotor de Justiça, em qualquer comarca deste nosso pais continental.

Se o "prêmio de não oferecer a denúncia" puder ser concedido sem qualquer controle dentro do Ministério Público ou do art. 28 do Cod. Proc. Penal, estaremos adotando o princípio da oportunidade da ação penal pública para crimes gravíssimos, praticados no seio de uma organização criminosa !!!

Este poder desmedido que está sendo outorgado ao Ministério Público vai expô-lo a todo tipo de crítica, como já está ocorrendo no caso da delação da JBS. Imagine este prêmio sendo concedido nos rincões mais longínquos do nosso país, sem qualquer controle eficaz ...

Assim, não se trata de excepcionar o princípio da obrigatoriedade do exercício da ação penal pública para crimes de menor gravidade, mas sim dar ao membro do Ministério Público o poder de decidir se um determinado delinquente deve ou não ser punido, independentemente da gravidade do crime praticado. Basta delatar seus comparsas.

Para que exista algum tipo de controle deste poder quase que absoluto, só nos resta admitir a ação penal privada subsidiária da pública nestas hipóteses, numa interpretação extensiva do disposto no art. 29 do Cod. Proc. Penal e art. 5, inc. LIX, da Constituição da República, embora seja ela muito rara em nossa realidade forense.

Afranio Silva Jardim, professor associado de Direito Proc. Penal da Uerj. Mestre e Livre-Docente em Direito Processual.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 Detesto os pontos de vista de Gilmar Mendes e, de regra, discordo,  mas no caso das delações premiadas ele tem razão. 

A delação premiada não pode ser feita para inocentar qualquer criminoso confesso, ficando o Judiciário com o papel serviçal de homologador de acordos de legalidade duvidosa.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Mala cheia de dinheiro e
Helicóptero cheio de cocaína
não provam nada.
Mas um tíquete de pedágio...



Foi instalada hj quinta-feira procedimento para investigar a comercialização de palestras por parte do procurador Dallagnol
SOBRE PALESTRA DE DALLAGNOL
ASSISTA VÍDEO DO INÍCIO 00:00 ATÉ 09:00.

SOBRE ABUSOS EM DELAÇÃO PREMIADA
ASSISTA VÍDEO  A PARTIR DE  09:00 MINUTOS

Qualquer estudante de Direito, exceto o que achar que os fins justificam os meios, perceberá a primariedade da atuação Moro-Dallagnol. Uma atuação escorreita jamais comportaria uma atuação como a desses dois personagens, isso considerando o que fazem às claras o que já é suficiente macular qualquer ideia de ética (e segurança) jurídica. Para não ir longe basta por na balança as famigeradas "conduções coercitivas midiáticas" e as convicções de powerpoint que deverão bastar para condenar o "alvo".



Breno Baltel Eu a chamo de impunidade,meios de agradar a sociedade de que foi feito justiça após a condenação de 50,100,200 anos e depois de 2 meses solta e coloca um radinho a pilha na canela e diz para o canalha que ele não pode sair de casa,não pode encontrar com outros vagabundo e ninguém olha nada ,não devolve o dinheiro roubado e fica por isso mesmo e o pior que na próxima eleição eles mesmo se candidata e pede voto pra vocês e o babaca dos brasileiro votam e ainda batem panela,e tem mais, eles tem medo de condenar outros vagabundo por que ele pode te entregar,eles cometem o crime eles mesmos investigam eles mesmo julgam e depois absolvem os vagabundos



Todos os corruptos que denunciaram Palocci e Lula tiveram redução substancial de suas penas. Sem exceção.
Na visão do juiz a denúncia contra Palocci servia para pegar o Lula.




O Marcelo Odebrecht, Marcelo também foi bonzinho alterando sua delação e incluindo Lula. Conseguiu diminuir 12 anos por apenas mais 6 meses de regime fechado, com dois anos e seis meses em regime domiciliar.   Foi premiado pelo juiz Moro.

Amigos e Companheiros, Moro deu 12 anos de prisão a Palocci porque ele ameaçou delatar bancos e não delatou Lula. E Moro quer que ele inverta a ordem e subverta a realidade, não delatando bancos, mas apenas Lula. Caso contrário, pagará pelo crime de ter falado a verdade diante de um juiz que insistentemente subverte a justiça. (Vander Neves).

Qual quadrilha é pior nesse país, a de Brasília ou a de Curitiba?

Juiz condenou Duque a 61 anos de prisão. Mas como ele foi bonzinho e mencionou a senha Lula, ficará apenas 5 anos preso.
Premio concedido apenas para quem muda a delação para que ela se encaixe na teoria dos Lavajateiros.




João Santana e Mônica Moura cumprirão pena na mansão deles -Postado em 26 de junho de 2017 Do Extra
Os marqueteiros João Santana e Mônica Moura foram absolvidos nesta segunda-feira pelo juiz Sergio Moro dos crimes de corrupção, mas condenados por 19 atos de lavagem de dinheiro. O casal foi condenado a sete anos em regime fechado mas, como fez delação premiada, a pena será substituída por prisão domiciliar e uso de tornozeleira eletrônica por um ano e meio. O casal vai colocar as tornozeleiras somente após a ação transitar em julgado, para isso, basta que Ministério Público e defesa não recorram da decisão de Moro.
— Moro acertadamente absolveu-os do crime de corrupção pela segunda vez, uma vez que os valores recebidos foram em razão dos serviços de marketing prestados. Com relação a condenação do crime de lavagem, as penas serão substituídas pelas previstas no acordo de delação, uma vez que Moro reconheceu a contribuição das informações prestadas na colaboração —disse ao GLOBO Juliano Campelo Prestes, advogado do casal de marqueteiros.
A ação é relacionada ao ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, cuja sentença foi proferida por Moro nesta segunda-feira. Palocci foi condenado a 12 anos de prisão por corrupção passiva, envolvendo contratos com a Odebrecht na construção das sondas entre Sete Brasil e o Estaleiro Enseada do Paraguaçu. Ele também foi condenado por 19 crimes de lavagem de dinheiro.
Santana e Mônica já haviam sido condenados por Moro em fevereiro deste ano pelos crimes de lavagem de dinheiro em outro esquema de corrupção na Petrobras, a oito anos e quatro meses de prisão por lavagem de dinheiro. Eles também haviam sido absolvidos por corrupção. Eles estão recorrendo deste processo em liberdade, e não portam tornozeleiras.
Santana e Monica foram presos em fevereiro de 2016, alvo da Operação Acarajé, na 23ª fase da Lava-Jato. O casal de marqueteiros do PT foi solto em agosto do ano passado, depois de iniciar tentativa de delação premiada e pagar fiança de R$ 2,7 milhões. A delação foi homologada em abril de 2017 pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal.